terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Macrodrenagem - de contrapartida à endividamento

A autorização pra Prefeitura emprestar dinheiro da Caixa Econômica pra fazer o projeto de Macrodrenagem não deverá ser votado hoje, como queria Zera. Além do orçamento para 2010, os vereadores votarão, no máximo, nos candidatos a compor a próxima Mesa Diretora. Ontem, o secretário de Infraestrutura, Elizeu de Lima, disse que a autorização dos vereadores para o empréstimo de pouco mais de R$ 30 mi já deveria ter ocorrido. “Se o projeto não for aprovado será crime de ‘lesa cidade’, porque a população ficará a mercê da chuva”, desafiou o secretário. “Se vereadores não aprovarem”, continuou Elizeu, “vou perder o respeito por esses vereadores”.


A Câmara alega que pra empréstimo não há pressa. Os vereadores não querem arcar com o ônus de contrair a dívida sozinhos. Seriam vinte anos pagando mais de R$ 150 mil por mês. A idéia de alguns vereadores é propor uma audiência pública para debater o assunto com a população. O presidente do Legislativo, Vilson Reichert, diz que o lobby eletrônico feito ontem pela Prefeitura teve o objetivo de “por a faca no pescoço dos vereadores”.

Agora à tarde, o vereador Jorge Macedo (PMDB) afirmou ter ouvido da boca do próprio correligionário de Zera, e secretário nacional de Saneamento Ambiental, Leodegar Tiscoski, que São Francisco do Sul perdeu o prazo para o envio de projetos com vistas à inclusão do Município no PAC da Dragagem, anunciadíssimo no início do governo progressista em São Chico. “A pressão sobre a Câmara acontece porque é questão de honra pro Prefeito fazer essa obra. Ele empenhou a palavra, mas perdeu prazo pra enviar projeto”, diz Jorge.

12 comentários:

  1. Nota-se que esse prefeito nao ta preocupado com a cidade mesmo quer endividar a prefeitura de qualquer jeito.Poa causa de sua incompentencia de nao mandar o projeto do PAC, quem pagará a conta durante 20 anos seremos nós?150 mil?O mandato dele acabará logo e quer deixar rastros...

    ResponderExcluir
  2. Tem muito mais agulha nesse palheiro do que méro empréstimo.. dê uma olhada em seu mail caro Sared, creio q vc deve ter recebido um mail com perguntas sobre macrodrenagem que foram enviadas a você com cópia aos vereadores... (veja se não foi classificado como spam)

    ResponderExcluir
  3. Sempre se diz que é necessário ouvir os dois lados, aqui ouvimos que viriam mais de (trinta milhões) , para a macrodrenagem, muito necessária para o município, no entanto a verba viria do tal PAC, agora ouvimos que se trata de um empréstimo, onde a primeira parcela, fica para a próxima administação, bem como os vinte anos para pagar o empréstimo.Vemos aqui que falta um esclarecimento, mais detalhado, o que realmente está ocorrendo e não palavras contra palavras. Com certeza imagino que aqui cabe uma audiência pública... um abraço

    ResponderExcluir
  4. Capitão Nascimento15 de dezembro de 2009 20:52

    Legal...

    9% pros funcionários que querem loucamente fugir de SFS tal a ingerência e falta de respeito com seus funcionários, pois não pode causar impacto financeiro.

    Agora 150 mil nas costas do contribuinte mal-tratados pelos mesmos funcionários mal-remunerados, aí póooode....


    Esse nosso prefeito é um perfeito fanfarrão.

    ResponderExcluir
  5. Antes o povo reclamava porque chovia e São Francisco ficava inundada agora que tem um projeto para melhorar a infra estrutura da cidade tem tanta gente contra. Fica difícil entender o que o povo quer.
    E ainda mais temos que dar graças a Deus de termos um Prefeito preocupado com este problema.

    ResponderExcluir
  6. "E ainda mais temos que dar graças a Deus de termos um Prefeito preocupado com este problema."O prefeito preocupado com a cidade? nao parece..Deus nos socorra logo...Jesus apaga a luz!!!

    ResponderExcluir
  7. A colocação do companheiro Heins é muito oportuna. A princípio seria uma verba do PAC a fundo perdido. Agora já estão falando em empréstimo. Precisamos de mais informações.
    Em minha ignorância, imagino que os 30 conto exigem uma contrapartida da prefeitura, que normalmente beira os 10%. Em outras palavras, a prefeitura teria que botar 3 conto na mesa.
    De qualquer forma, essa vereança está fraquinha. As necessidades de São Francisco são enormes. Os caras estão se comportando como guris pequenos. Que o prefeito é meio chatinho, todo mundo sabe. Mas os vereadores não podem entrar nessa de briguinha.
    Enquanto isso, todas as cidades da região estão bombando. A começar por Joinville. Até Araquari já está despontando.
    Acorda São Francisco...

    ResponderExcluir
  8. caracas meu...poh cara que treta...bob marley kd vc!!!

    ResponderExcluir
  9. Volta Odilon, os Vereadores estão precisando de vale!

    ResponderExcluir
  10. Sared vc esta de parabens, consegue fazer os Vereados "ANONIMOS" participar ativamente de seu Blog, mais do que na Camara.

    ResponderExcluir
  11. Para acabar de vez com esta discussão basta que a Prefeitura venha à público informar documento e data de remessa do Projeto do PAC, assim como a data limite. Ficará tudo claro.

    ResponderExcluir
  12. No minimo os "nobres vereadores não moram em lugares de alagamento,porque se morassem respeitariam os municipes que passam por tal situação.

    ResponderExcluir