quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Mais que mil palavras

Segue uma colaboração do leitor Wagner Tavares...






9 comentários:

  1. Nau dos veresdores...

    ResponderExcluir
  2. Claro que não, os vereadores são íntimos de São Pedro!! Ulala

    ResponderExcluir
  3. Intempéries e catástrofes naturais vem acontecendo em diversos lugares do mundo.
    O que se percebe é que lugares que a natureza destinou para ela, não deveriam serem ocupados nunca. Então, vamos aprender a respeitar os espaçõs. Morros, proximidades com rios e afins são locais de risco sempre. E se a natureza resolver agir, não tem obra de macrodrenagem que dê jeito nisso. Então vamos começar pela consciência de arcar com as consequência de nossas escolhas, principalmente no que tange a local de moradia.

    ResponderExcluir
  4. Joinville e Rio Negrinho também estão enfrentando problema de alagamento, será que nesses lugares o vereadores também deixaram de aprovar empréstimos?

    ResponderExcluir
  5. Vamos deixar de políticas mesquinhas e de preconceitos, devemos respeitar uns aos outros. E que cada homem público faça o seu papel com dignidade e respeito com a população de São Francisco do Sul. Caso contrário em 2012 ficarão todos sem mandato. Não aposte na falta de memória do povo não, a terra gira e tudo muda...
    São Francisco deve trabalhar para ser um exemplo de Cidade para o Brasil. Devemos unir conhecimentos, experiencias e força politica para alcançarmos o sucesso que todos de São Chico merece.
    Jorge Nuno

    Pai, ilumine a mente dos nossos homens públicos. Dê a eles sabedoria, saúde e muita força para trabalhar para seus filhos.
    Amém

    ResponderExcluir
  6. Vagner vc esta de parabens. Com muita simplicidade, inteligencia e bom humor, vc criticou as irresponsabilidade de alguns com nosso Municipio.

    Cesar
    Agua Branca

    ResponderExcluir
  7. se foi aprovado nao sei, mas se foi? continua a mesma coisa, e o dinheiro foi pra algum lugar . que tbm nao sei. heheheh e o povo continua sofrendo
    eta povo sofredor

    ResponderExcluir
  8. Em Brusque não há mais enchentes após um projeto bastante criticado mas muito bem executado ha mais de vinte anos atrás. Na época se falava não ser necessário e que era grandioso, caro demais e até politiqueiro. Hoje os brusquences agradecem.

    ResponderExcluir
  9. mauel me explica que tipo de obras foram feitas em brusque. pelo que eu sei apenas abriram valas e galeria. e nao foi tao alto o custo assim.

    ResponderExcluir