segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Semana para “fazer” feira

Dois momentos da feira literária “Pão e Circo”, que ocupa o Terminal Turístico até o próximo domingo (13).

Boi do Zé. O grupo da Casa de Cultura se apresentou no
 sábado (5) à tarde – o boi volta à cena no sábado (12) que vem, às 14h30


Contação de histórias. Crianças se acomodaram, ontem à tarde, no
 fundo do ônibus adaptado para o projeto “Cultura no Verdes Mares”

De acordo com a programação da feira, organizada pela Fundação Cultural Ilha de São Francisco, hoje à tarde, às 14 horas, haverá apresentação de dança com alunos da Escola Dr. Tufi Dippe, de Joinville. Já às 19h30, será a vez do músico Osvaldo Junior (voz e violão) se apresentar. O evento segue até o próximo domingo (13).

11 comentários:

  1. Viva São Francisco do Sul. Temos uma feira Literária. Não existe bem maior do que proporcionar às pessoas a interação e vivência com a arte e cultura. Que todos possam contribuir para que perdure esse projeto e seja sempre um sucesso. Viva a literatura, o conhecimento.
    Margaret Paim

    ResponderExcluir
  2. Francisco Maia - Paulas10 de novembro de 2011 05:48

    Para fechar com chave de ouro este grande evento,sugiro aos organizadores uma peça teatral,no qual o prefeito Zera interpretaria o Cabeçinha.

    ResponderExcluir
  3. RESPEITÁVEL PÚBLICO

    O grande palhaço traz até vocês o maior evento literário da História da cidade.
    Com vocês... “Pão e circo”!

    Parabéns a Fundação Cultural, responsável por este evento, onde nem UMA escola do Município foi convidada a participar, menosprezando o talento das crianças da cidade. Já era sabido que a atual administração valoriza as pessoas de outras cidades e de outros Estados, mas que este critério também se estendia às crianças é novidade para todos.
    O único convite enviado às escolas foi para “prestigiarem” o evento, porém, para isso as crianças e professores teriam que se deslocar a pé até o local da feira. Enquanto para as Escolas dos Municípios vizinhos, como Araquari por exemplo, a Fundação enviou ônibus para o transporte do pessoal.
    Sendo assim, resta-nos uma dúvida relacionada ao nome escolhido: seria uma ironia ou mera coincidência?

    “Pão e Circo” nos remete a Roma Antiga, com suas disputas de poderes, lutas de gladiadores, cristãos inocentes lançados aos leões famintos... Enfim, perseguições por todos os lados. Em contrapartida, como compensação oferecia-se pão e circo a população em geral.

    (Qualquer semelhança com fatos reais é mera coincidência).

    Diante das coincidências, resta-nos rezar e pedir a Deus, que ninguém pense que é NERO e termine seus dias colocando fogo em “Roma”

    ResponderExcluir
  4. Claudia diz...Se comentários aqui recebessem notas, para este eu daria deez! Marco Antonio, bem colocado é a pura realidade contextualizada.

    ResponderExcluir
  5. PÔ SÓ PORQUE EU MENCIONEI O CABECINHA EM UM COMENTÁRIO PASSADO TODO MUNDO GOSTOU DA IDEIA E FICAM ME PLAGIANDO VOU PROCESSAR VOCÊS HEHEHEHE...!!!! GOSTARIA DE VER UM NUMERO DE MAGICA NESSE CIRCO, QUERIA VER O CABECI.... QUERO DIZER... VER O PREFEITO ZERA DESAPARECER PRA SEMPRE DA PREEITURA OU ENTÃO CORTAR A JUBA DO DORLEI E IMITAR A MULHER BARBADA!

    ResponderExcluir
  6. Maria (professora ACT, porém eleitora deste Município)14 de novembro de 2011 05:57

    Adorei o comentário do Marco Antônio, que deve ser professor, pelo texto bem escrito e pela História narrada.
    De acordo com minha hipótese, aproveito para dizer ao srº Prefeito, (já que ele é virtual deverá ler este comentário), que nós da Educação aproveitaremos uma letra de música da banda Titãs, onde diz que "...a gente não quer só dinheiro, a gente quer dinheiro e FELICIDADE...",e procure saber como estamos sendo tratados pela secretária indicada pelo srº. que NUNCA fez parte do quadro de funcionários desta Prefeitura, mas que impõe ordens, dizendo estar baseada em Leis, porém quando a mesma é questionada e solicitada a apresentar as Leis as quais se baseia, nada mais responde.
    Acredito que na Educação o srº não obterá voto algum, nem mesmo dos cargos de confiança, mediante a forma como somos tratados.

    ResponderExcluir
  7. Sra prof: não seja injusta,se a sra não está contente com seu trabalho saia, dê vaga para quem precisa (ta cheio de prof. querendo uma vaguinha)e fale por sí, não pelos outros... que patrão vc viu ceder vale alimentação? unimed? não é de graça ,mais é. Voce ja levou seu filho no pronto socorro ou corre para jlle na unimed, será que com os próximos teremos esses benefícios??Vc não votará nele .ponto. Esta não é nossa opinião ,fale por vc , não ponha palavras em bocas alheias. ENTENDEU???

    ResponderExcluir
  8. Dona Maria, professora ACT. A Sra. esta revoltada porque não passou nos vários concursos que o município ofereceu. A Sra. quer dinheiro e ser feliz, estude, no início do ano vai abrir concurso para educação especial. Depois não venha com lamentações, o tempo dos ACTs era no governo passado, até vereadores era eleitos com esses professores.

    ResponderExcluir
  9. Beth vos fala... É caro Sared.. parece que temos em São Francisco do Sul muitas pessoas que são a favor do PÃO E CIRCO mesmo..
    Sou a favor daquele circo "pobrezinho" que se instalava pelos cantos da São Chico, quando criança , nos trazia a alegria com figuras simples e sinceras e nos proporcionava gargalhadas entusiasmantes e não tristezas e decepções, camufladas de AZUL E BRANCO.
    Teríamos nós de ter é orgulho de sermos atendidos em nossa cidade em nosso Pronto Atendimento Municipal, pois o SUS é para todos se bem administrado pelo gestor local, deve ser resolutivo, e não ter orgulho de correr pra casa do vizinho para ser socorrido. E os que não tem Unimed correm para onde?!

    ResponderExcluir
  10. Maria (professora act por opção)19 de novembro de 2011 14:37

    Querida xará, Maria...

    Você está mais parecendo chamar-se Mara,deve ter ocorrido erro de digitação. Sou ACT por opção, pois estou aqui acompanhando meu marido que ganha muito BEM, bem mais que qualquer secretário ou mesmo até que o Prefeito. Porém, como sou habilitada, e gosto de trabalhar, me inscrevi no processo seletivo. Não tenho intenção de me efetivar aqui, porque sempre acompanho meu cônjuge, que pelo cargo que ocupa efetivamente, é transferido de épocas em épocas a outros Estados.
    Porém, ouvindo meus colegas de trabalho, ouço muitas reclamações. Não seria do Prefeito em si, mas do secretariado dele, em especial a secretária de Educação. Talvez ele até obtivesse votos da Educação não fosse a maneira como os profissionais vem sendo tratados, pois todos são unânimes em reconhecer que ele tem sido muito bom para o funcionário. Se bem que, para o magistério, ele vem apenas cumprindo a Lei do Piso Salarial Federal.

    ResponderExcluir
  11. Profª Maria ACT, lendo a sua réplica, acho que voce não merece uma tréplica, adeus.

    ResponderExcluir