quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Presidentes de partidos se defendem das acusações de Zera

Apesar dos desejos de fim de ano feito por oposição e governo, para que 2010 fosse um ano de entendimento, isso está longe de acontecer. Os presidentes do PMDB, PSDB e PSB vão pedir a gravação do programa de rádio da prefeitura desta terça-feira (5) para ouvir na íntegra as acusações feitas pelo prefeito Luiz Zera. Ao discursar, mais uma vez, no horário institucional do Executivo, Zera disparou contra os três dirigentes, ao criticar a carta em que orientam os vereadores de seus partidos a não votarem o projeto de lei da macrodrenagem até que haja "mais discussão".

Para desqualificar a atitude dos três presidentes, o prefeito disse que o presidente do PMDB, Flávio Maciel de Souza, o Ico, em quatro mandatos de vereador, nunca apresentou um projeto que fosse bom para o município. Quanto ao presidente do PSDB, Floriano Caldeira Possamai, Luiz Zera foi mais duro. “Em toda sua existência, nenhuma contribiuição trouxe para São Francisco do Sul. Sempre que pôde se locupletou [o mesmo que enriquecer-se por meios desonestos] da coisa pública”. Ainda segundo Zera, Floriano e o vereador do PSDB, Clóvis Matias de Souza, teriam procurado o governo para se “aliar em troca de benefício de cargos”. Segundo Floriano, seu partido propôs uma “parceria” a Zera, já que o progressista não tinha vereador na câmara. “Mas isso não é barganha de cargo”, se defende o peesedebista. Quanto à acusação pessoal do prefeito, Floriano desmente. Os tucanos deverão decidir em reunião se vão tomar alguma atitude em relação às acusações do prefeito.

Para o presidente do PMDB, a afirmação de que ele não teria feito projetos que beneficiassem a cidade, não tem fundamento. “Fiz muito mais projetos que ele. É só comparar lá na câmara”, diz Ico. E dispara: “Eu fazia jus ao que recebia. Quando ele [Zera] era vereador, mais faltava às sessões do que ia. Apresentava atestado médico um atrás do outro. Mas que só valiam para a câmara, porque na empresa dele ele ia trabalhar todos os dias. Ele tinha é que devolver o dinheiro ao município.” Para o peemedebista, o Executivo ainda não conseguiu provar que o projeto da macrodrenagem “é bom”, além de considerar que faltam informações para o debate na câmara.

Ao ser “entrevistado” no programa de rádio da prefeitura nesta terça, Zera disse ter ficado mais surpreso com a participação, na produção da carta, do ex-prefeito, e presidente do PSB, Godofredo Gomes Moreira Filho. “Ele mesmo fez empréstimo proporcionalmente maior que a arrecadação do município, em 1996, quando era prefeito.” Zera diz que o empréstimo pretendido pelo atual governo, de R$ 31 milhões, não comprometeria mais que 5% do orçamento previsto para este ano. O empréstimo feito por Godofredo, para ser pago em 15 parcelas, será quitado em 2012.

Godofredo diz que quem paga essa conta é o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), e que o dinheiro, portanto, não sairia do caixa da prefeitura. “A importância da obra é incomparável”, disse o peesebista, ao se referir ao investimento que fez quando era prefeito.

Sared Buéri

20 comentários:

  1. Francisquenses.
    A coisa tá feia. A coisa tá preta.
    Essa guerra declarada é prejudicial à cidade. Não se trata de quem tem ou não razão. Cada uma tem as suas. O fato concreto é que o modelo político atualmente vigente no Brasil pressupõe o entendimento entre o executivo e o legislativo. Um projeto como o da macrodrenagem, precisa ser apresentado, discutido, alterado (se for o caso) e pré-aprovado. A sessão para aprovação é uma mera formalização do que já deve estar acertado.
    O Zera tem razão sobre a importância da aprovação para a cidade. Mas os vereadores têm razão sobre a falta de informações sobre o mesmo. Estamos vendo uma sequência de amadorismos de ambos os lados. E quanto mais avançam, mais de afundam.
    No primeiro tempo, quem perde é a cidade, o povo. Mas no segundo, meus caros, quem ficará com o filme queimado vocês ja sabem, né...

    ResponderExcluir
  2. Concordo quase que totalmente com o comentario do Sr. Almir, exceto pelo fato de amadorismos de A ou B. Acredito que o fato não é amadorismo, e sim pressões partidarias... Disputas e influencias partidarias só prejudicam o andamento dos processos... Isso só existe na Sucupira City....

    ResponderExcluir
  3. Almir, concordo com você.

    Mas confesso que se o prefeito insistir nessa postura intransigente e continuar encaminhando ao Legislativo matérias para aprovação nos últimos momentos com a clara intenção (pueril) de "colocar a faca no pescoço dos vereadores" daquela casa e tentar pautar os trabalhos ali realizados, a coisa vai desandar mesmo! Alías tem desandado...

    Falta traquejo político ao nosso prefeito. Mas também, com aquela assessoria que ele tem, agregando ao seu gênio estabanado, o resultado vai ser sempre um desastre.

    Já os vereadores também precisam aprender a legislar e descer dos palanques. As campanhas terminaram. Precisam ser mais comprometidos no desempenho do papel que lhes foi atribuído pelo povo através do voto. Menos fisiologismo seria de bom alvitre.

    ResponderExcluir
  4. Agora só falta se defender das chuvas!!!! Ou tbm é mentira que nâo chove e enche aqui em SFS.

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus!
    Onde é que vai parar isso?
    Acho que está faltando inteligencia politica para que as coisas se encaminhem.
    O prefeito deve saber, ou tem que ser orientado, que esse modo com que vem se dirigindo aos vereadores de forma agressiva, desafiadora e até desrespeitosa, só vai agravar cada vez mais as relações politicas em São Chico, que todos sabem, só vai ser pior para a governabilidade.
    Prefeito, vice prefeito, vereadores e partidos.
    Se entendam em respeito ao povo.

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que demorou para os vereadores entrarem com um Boletim de Ocorrencia contra o Top Prefeito por terem sido ofendidos, chamados de covarde. Tomara que acumule vários processos contra o mesmo para aprender a ouvir mais e falar menos.

    ResponderExcluir
  7. Concordo com Almir Wagner, o entendimento entre executivo e legislativo é a mola mestra no desenvolvimento da cidade.Vejo uma certa autoconfiança do chefe do executivo achando que tudo que é bom para o municipio tem que ser aprovado.Não é bem assim, na democracia a discusão se faz necessario em todas as instancias do poder para a consolidação das ações.Essa autoconfiança ja se transformou em prepotencia, e isso é muito ruim para todos. Dialogo, acordo, entendimento,participação,transparencia e respeito são palavras que não estão fazendo parte da atual gestão envolvendo os poderes francisquense.Perde com isso a população e o futuro politico de todos os protagonistas desse desentendimento.Prefeito não da para governar sem estreitar as relações com o legislativo.Vereadores mostrem a cara e assuman definitivamente suas responsabilidades.Chega de picuinhas, se o projeto é bom e viavel aprovem, se existem contradições modifiquem-as ou vetem e fim de papo.

    ResponderExcluir
  8. esse prefeito é maluco; fala o que quer..., mas não lembra que precisa dos vereadores. Um fato é o seguinte, desde que assumiu a prefeitura no inicio de 2009 até o prezado momento não fez uma limpeza se quer no rio acarai, depois vem dizer que enche por culpa dos vereadores... faça meu favor né prefeito..

    ResponderExcluir
  9. Janaina F Amarante6 de janeiro de 2010 11:10

    Caro Almir! Belas e importantes Palavras..concordo plenamente..

    ResponderExcluir
  10. Esse ZERA, nao tem jeito mesmo,ja provou pra toda população que nao sabe governar e nem tem diplomacia para lidar com os conflitos politicos,conflitos esses que ele mesmo provoca contra seu proprio governo...acho. que ele precisa se afastado por uns tempos..mas nem o vice ele deixa assumir...TOP PREFEITO, vc me faz lembrar aqueles reis loucos da idade média!

    ResponderExcluir
  11. Concordo com o Wagner e o Almir. Prefeito: lembre-se que voce tambem já foi vereador (e de oposição) e agora que impor ao Legislativo o modo de agir do Executivo que antes criticou.
    Já aos Vereadores, a eleição é daqui a tres anos...
    Oposição com responsabilidade pública.
    Situação sem puxa-saquismo

    ResponderExcluir
  12. Esse é o prefeito que se elegeu prometendo governar com AMOR. . . olho no olho. . .
    Na verdade é olho por olho, dente por dente

    ResponderExcluir
  13. O Sr Godofredo!!!

    Pra teu governo e instrução quem paga as contas é o povo com seus impostos...

    Sem essa de divida desse ou daquele...

    É picuinha ridicula da parte desses partidos mesquinhos.

    É muita falta de argumentos mesmo.

    Uma coisa é certa quanto mais essa oposição contra o povo se manifesta,mais se revela que é mero interesses partidarios,pessoais,orgulho,arrogancia,dor de cutuvelo,ganancia,etc

    ResponderExcluir
  14. Anderson Neomar Gomes6 de janeiro de 2010 15:34

    Drenagem Sim !

    Penso que a faca está no pescoço, mas não dos vereadores. Está no pescoço dos moradores de áreas baixas e outros alagados.

    São Francisco tem Porto, tem Royalties da Petrobrás, uma boa arrecadação de ISS e é o segundo em ICMS no estado.

    O que falta? Se é informação vamos aos trâmites legais.

    ResponderExcluir
  15. Ja passou o primeiro ano e ate agora só se ouve falar nessas ridiculas picuinhas entre Prefeito e vice, prefeito e vereadores... gente, enquanto isso o povo se revolta com os alagamentos na enseada por falta de limpeza na tubulaçao... sem falar os demais problemas no municipio...
    isso é realmente vergonhoso...
    No ultimo ano vai chover obras... tomar a Deus que o Povo francisquense nao reeleja nenhum desse que "deveriam estar representando o povo" e no entanto estao representado a si mesmos.

    ResponderExcluir
  16. Alô Sr. Prefeito ZERA,não vamos defendr o ICO, mas ele tem toda a razão. O Sr. "embolsou" muita grana enquanto vereador, ou seja, não comparecia nas reuniões da câmara e recebia seu salário integral. Quem pode acreditar num prefeito dessa natureza? Porque não pede a conta. Pare de chorar ou caia fora. Dê lugar prá alguém que sabe administrar sem criar conflitos (menos para o vice que também não tem competência para exercer o cargo).

    ResponderExcluir
  17. Lamentável que o discurso e a prática mudam de acordo com posição que ocupa o político. O Prefeito Luiz Zera qdo vereador dizia que o município arrecadava um monte e que o governo era incompetente para conter as invasões e enchentes e desenvolver as políticas públicas.
    Passado um ano, nada de desobstrução das galerias ou dessasoreamento dos rios. As enganações continuam se olharmos o Plano de Governo 11 do "ZERA/DORLEI: 1. Não foi criada uma só vaga nas creches e há uma demanda reprimida de no mínimo 150 crianças, direito garantido pela lei. 2. Prometeu incluir no currículo o conhecimento sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente que é uma obrigação de Lei Federal. Estes dois itens deveriam ser objetos de ação pelo Ministério Público por omissão do Prefeito. Vamos aguardar alguma mãe denunciar. 3. implantar três subprefeituras com orçamento próprio na região do Ervino, Enseada e Distrito do Saí. Sem comentários. 4. Instituir o orçamento participativo regionalizado, em que as comunidades decidiriam à aplicação dos recursos alocados. Se não se tem acesso a água quanto mais ao orçamento. 5. Pavimentar 400 km de ruas com adoção de ciclovias. O que foi feito de asfaltamento até agora é de obras que já estavam em andamento e com recurso garantido. No mais só reparos de buracos com cimento, no entanto, há empenhos de serviços de fechamento de buracos com asfalto pagos pela prefeitura. 6. Redimensionar a rede de água tratada do SAMAE e construir uma central de abastecimento no balneário da Enseada. Piada. 7. Construir uma Espaço Multiuso coberto na região dos balneários. A única obra do Prefeito foi enfiar goela abaixo o cargo de secretário de esportes para o Padastro que ainda não mostrou a que veio. Ou melhor mostrou: veio para nada fazer e receber o salário. 8. Concentrar as atividades dos cargos comissinados, com a redução de seu número. Em dois meses colocou mais comissionados que todos os prefeitos juntos. 9. Valorizar o servidor municipal, de carreira, com a preferência de designação para cargos de chefia e combater toda e qualquer forma de perseguição funcional, por questão de ordem política partidária. Ah! se os funcionários pudessem se expor e responder, mas com segurança armado circulando dentro da prefeitura e no carro oficial do Prefeito fica difícil. 10. Criar a CHM e construir 500 casas. Acho meio difícil com gente dormindo durante o expediente. 11. Criar o Centro Municipal de Convivência da Terceira Idade, com estrutura para lazer, condicionamento físico e atendimento médico preventivo. Seria cômico se não fosse trágico brincar com a fé das pessoas mais idosas. Paro no 11 que é o número do partido para não cansar o leitor. Deveríamos guardar sempre um exemplar dos planos de governo para cobrarmos depois. A memória do eleitor é curta.

    ResponderExcluir
  18. Vereadores:
    Moro na Praia Grande sesde 1992, e se o projeto de MACRODRENAGEM, é tão importante assim para o Município conforme diz o Executivo, precisa sim ser bem discutido, bem analisado pois, ninguém sabe ao certo o que realmente comtempla este projeto precisamos de clareza, se é tão importante assim, porque não foi plano de governo de nenhum Candidato, partido durante as Eleições 2008???
    Avalie bem este projeto.
    Tenho curiosidade em fazer parte desta avaliação para saber se após as obras realizadas realmente não teremos alagamentos nos Balneários, tenho minhas dúvidas.....

    ResponderExcluir
  19. Tá na hora de chegar a um acordo, a comunidade vai pagar o preço pela falta de consciencia.
    As entidades que prestam serviços relevantes ao municipio estão com suas verbas atrasadas e sem previsão de repasse, se estas entidades resolverem parar o que vai ser do municipio.
    Imagine a cidade com pessoas que sofrem de cancer sem um lugar para fazer acompanhamento, a cidade em chamas pessoas acidentadas sem ter quem atenda, e pessoas doentes sem ter onde ficar internado ... ESPEREM POIS DESSA FORMA FICARÁ, POIS ESSAS ENTIDADES ESTÃO SEM REPASSE DA VERBA E NINGUÉM DA SATISFAÇÃO A ELES ISSO É UMA VERGONHA ...

    ResponderExcluir
  20. Com muita educação e respeito!

    Quero responder para ao Anderson Neomar Gomes, que eu acho que está muito mal informado. Por isso é que dizem que quem não conhece o passado, não consegue entender e interpretar o presente. Eu tinha só dezoito anos na época, mas lembro muito bem, porque foi a primeira eleição que eu votei, em 1992, e no ano de 1993 não tinha uma gota de água em São Francisco. E não era só nas praias, em todos os bairros, tinha gente que ia tomar banho em Joinville por causa da falta de água.
    Quando o prefeito Godofredo assumiu, e eu votei nele porque minha família inteira votou, e não me arrependo desse primeiro voto, na primeira semana ele fez um reservatório de água no Rocio Grande, e resolveu o problema de água na cidade. Depois fez a travessia da água que vem da Vila da Glória, meu irmão foi assistir a palestra na Câmara de Vereadores dos técnicos da Tigre que fizeram a tubulação submarina e disse que o projeto era inédito no mundo, que tinha sido desenvolvida uma técnica pioneira para esse tipo de projeto.
    Sei que depois por alguns anos não se falou em falta de água. Mas é claro que precisava ter feito mais coisas nesses treze anos, e não foi feito nada, o único prefeito que fez alguma coisa para melhorar o abastecimento foi o Godofredo. Não adianta ligar água nas casas se não tem donde ela vir. Os outros prefeitos fizeram média com o povo, ligando água nas casas, mas não se preocuparam em aumentar a quantidade de água que vem para a ilha na mesma proporção que fizeram as ligações. É a minha opinião, e como eu tenho boa memória espero que as outras pessoas também tenham.

    Acredito que deve possuir um cargo da prefeitura. Deves procurar entender o que não há projeto e sim, uma exposição de motivos.

    Abraços!
    Fernando da Silva

    ResponderExcluir